Teorias inverossímeis…

20220613_155656

“Eu não tenho provas, mas acho que, entre o primeiro e o segundo turno, o partido político (que vocês devem saber qual é) contratou hackers. Quando não pagou a parcela adiantada do segundo turno, os hackers não alteraram o resultado do segundo turno e aí aconteceu a minha vitória”, afirmou Bolsonaro ontem à noite sobre as urnas eletrônicas, que impediram sua incontestável vitória já no primeiro turno de 2018.

Lamento informá-los, caros bolsonaristas, que Bolsonaro mentiu. Mas não se preocupem, como todo mito que se preza, ele mentiu para preservá-los. Sim, Bolsonaro sabe que o povo brasileiro não está preparado para conhecer todos os detalhes de uma guerra sem fim entre o bem e o mal. Acha que, assim como os gastos do cartão corporativo, seu histórico de vacinação, e as visitas dos pastores corruptos ao Palácio do Planalto, algumas ações a favor da democracia devem ser mantidas como segredo de estado por, pelo menos, 100 anos.

Eu – ao contrário – penso que grandes atos de heroísmo devem ser revelados, até para que todos os brasileiros saibam o quanto os membros deste governo têm lutado para livrar o país da ameaça do comunismo.

Eu também não tenho provas do que vou dizer, mas a verdade é que Rosa Weber, então presidente do STE nas eleições de 2018, teve que ser sequestrada logo após o primeiro turno para que a democracia pudesse finalmente triunfar. Damares Alves foi colocada em seu lugar, fazendo uso da mesma tecnologia de máscaras vista nos filmes de Tom Cruise (simpático aos nossos governantes desde que perdeu o papel de Jack Dawson para o comunista Leonardo di Caprio). Foi Damares quem fez a contagem dos votos, um a um. A verdadeira Rosa Weber jamais disse algo a respeito porque Daniel Silveira tem vídeos comprometedores de uma orgia da qual participaram, além da Ministra, Janja, Manuela d’Ávila e – pasmem! – o Zé Gotinha (e ainda tem gente que acredita nas vacinas).

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Nunca o mantra do nosso grande presidente fez tanto sentido.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta