Arquivo da categoria: Sem categoria

Toma tento, menino…

“Toma tento, menino!” Essa foi, provavelmente, a frase que mais ouvi da minha avó quando ainda era moleque. “Vó, vou continuar tentando”, respondia eu, só para que ela sorrisse e se esquecesse da arte que eu acabara de aprontar. Ela … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Estágios da vida…

Vivíamos a segunda metade da década de oitenta quando comecei o meu primeiro estágio como universitário. Como de costume, o Brasil passava por crises e turbulências. Tancredo Neves, primeiro presidente civil em mais de duas décadas, morrera antes de ser … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Abraço de filho…

Tal qual um amanhecer Daqueles que espalham seu calor sem cautela Tal qual um entardecer Daqueles que o sol pintor faz do céu sua tela Assim é abraço de filho… Tal qual um café quentinho Daqueles que esquentam as mãos … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A República Corporativa do Brasil…

Sempre considerei o outono a minha estação favorita. É a estação do bom gosto, como certa vez escrevi. O outono de 2020, entretanto, não deixará saudades. Talvez venha a ser lembrado como o trimestre que não vivemos. Certamente ficará marcado … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Paraíso brasileiro…

- Mestre, hoje eu sonhei que estava em Shangri-la, o paraíso perdido. – Fale mais, gafanhoto. – Ah, Mestre, era uma terra abençoada, cheia de matas densas, cascatas de águas cristalinas, lagos e muito ar puro. – Gafanhoto, paraíso perdido … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Missão presidencial…

No hospital… – Bom dia. – Bom dia. Como posso ajudá-lo? – Eu gostaria de ser atendido. – Pois não. Vou fazer a sua ficha. O que o senhor está sentindo? – Não sei dizer. Quando o médico me examinar … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A virtude dos imbecis…

Nunca consegui memorizar provérbios ou ditados populares. Quantas vezes já me embaralhei com o cavalo sem dentes, o caolho rei dos cegos, a água que escalda o gato, e qual órgão deve ser apimentado antes de virar refresco. Em muitas … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

E o vento continua levando…

- Rhett, oh, Rhett. Não suporto mais! – O que aconteceu, Scarlett? – Não consigo cuidar sozinha desta casa, Rhett. – Mas Scarlett, sou eu quem cuida da Bonnie, sou eu quem faz a nossa comida, sou eu quem arruma … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Verdades contábeis…

No banco… – Bom dia, senhor. – Bom dia o cacete. Eu quero falar imediatamente com o meu gerente. – Sente-se, por favor. Já vou chamá-lo. … – Bom dia, em que posso ajudá-lo? – Recebi essa mensagem informando que … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A very good friend…

- Deixa que eu falo com ele sozinho, talquei? Só me ajuda se eu precisar. – Hello? – Hello, brother Trump. Jair here. – Jar of what? I hope it’s beer. – O que ele… ah, é brincadeira? Very funny, … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário