Arquivo do Autor: Fernando Augusto Viegas

As tentações do populismo…

Ainda não sou capaz de apontar, com segurança, qual candidato à presidência receberá meu voto no próximo ano. Entre os nomes lançados e especulados até agora, ainda não identifiquei aquele que personifique inteiramente meus anseios de liberdade individual, valorização da … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Ode à hipocrisia…

Uma pequena manifestação em frente ao Palácio das Artes, em Belo Horizonte, marcou hoje o lançamento da Frente Nacional Contra a Censura (FNCC), movimento que surgiu depois que exposições e atividades artísticas sofreram críticas e boicotes relacionadas ao seu conteúdo. … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O último elo…

Não falta mais a outra taça. Não faltam mais as conversas e as risadas. Não faltam mais os olhares condescendentes de quem sempre soube o caminho certo mas esperava que o outro o descobrisse pelos seus próprios erros. Não faltam … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

E ainda ouço o canto destas águas…

Eu me lembro como se fosse hoje do dia em que estive aqui pela primeira vez. Poucas eram as trilhas abertas, meros rascunhos das ruas que viriam a cortar, com surpreendente suavidade, a vegetação nativa. Naquele momento, praticamente só se … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O lago azul…

Quando pequeno, em todo desenho que fazia ele tinha que incluir um lago azul. Mesmo que a ilustração fosse de um bairro, de um carro ou de um esporte, ele sempre dava um jeito de inserí-lo no contexto. O lago … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Vinte anos de um sonho…

Já era hora de voltar. Já era de contar o que fizemos desde então. Já era hora de dizer que nossos erros, nossas dificuldades e nossas perdas nos fizeram mais fortes. Que aquelas nossas dúvidas se dissiparam e muitas outras … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Um entardecer em Ottawa…

Dois músicos no teclado e no trompete tocam jazz. As mesas, ao ar livre, começam a receber a brisa mais fria do outono. Ao entardecer, o sol se põe e tinge de dourado o rio que divide duas metades de … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Os gregos, os troianos e sua arte pobre…

O pintor não usou subterfúgios, não criou disfarces, não buscou velar ações nem esconder partes dos corpos com suas pinceladas. A pintura retrata, de forma clara, uma cena de sexo praticada entre três homens. Outro artista, por sua vez, preferiu … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Independência, ainda que tardia…

Um policial rodoviário conta suas dez notas de cinquenta reais, recebidas depois de liberar um motorista que dirigia sem carteira em uma estrada vicinal do interior do país. Quinhentos reais que, somados às demais propinas dos últimos meses, irão ajudá-lo … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Deus e o diabo na terra dos tolos…

No último sábado, a cidade americana de Charlottesville foi palco de um episódio deplorável. Episódio que foi condenado com veemência pelo mundo inteiro. Embora eu saiba que existam, não conheço pessoas que tenham aplaudido ou defendido as bandeiras da intolerância, … Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário