Os donos da bola…

Bem, amigos da Rede Globo. Chegamos ao final do décimo terceiro dia da Copa do Mundo da Rússia. O maior evento esportivo do planeta. O mundo inteiro só fala disso, o Brasil todo só fala disso, a Copa do Mundo é o maior barato, amigo! Em São Petersburgo, a Argentina bateu a Nigéria por dois a um num jogo dramático decidido só nos últimos minutos e agora, amigo, quem é que segura a Argentina? A França só empatou com a Dinamarca e será a próxima adversária dos nossos hermanos. Mas quem acha que o grande protagonista do dia foi o Messi, está muito enganado. Sabe quem jogou demais hoje, amigo? Ele mesmo, o Lewandowisk. Não, não foi o atacante polonês. Foi o nosso Lewandowisk, o presidente da segunda turma do STF. O que tá jogando esse garoto é uma barbaridade. Ele e seus dois fiéis escudeiros, Toffoli e Gilmar, já estão sendo chamados de trio infernal. Um ataque com a característica do brasileiro, com aquela malandragem, com aquele jeitinho, com aquela ginga, com aquela malemolência que acaba levando todo mundo na conversa. Como é bonito ver o entrosamento dos três, amigo. Eles jogam por música. Olha, tô pra te dizer que a sintonia de pensamento que eles demonstram nem Pelé, Tostão e Jairzinho conseguiram alcançar. E a bola deles rola mais redonda quando perdem o medo, quando perdem inteiramente a vergonha, quando se esquecem do que lhes resta de pudor, quando jogam livres, leves e soltos. Na segunda turma não tem pra ninguém. Pra cima deles, trio infernal!

Hoje a partida deles foi histórica, absolutamente memorável. Uma goleada que deixou até o Fenômeno de boca aberta aqui do meu lado. Os três começaram arquivando as denúncias contra Fernando Capez. Lembra dele, amigo? Aquele deputado do PSDB acusado de lavagem de dinheiro no caso da máfia das merendas do governo paulista. E sabe com quem o irmão do Capez trabalha? Com o nosso Toffoli. Não tô falando, amigo? Esse trio dá nó em pingo d’água. Vai que é sua, Toffoli!

Logo depois os três entraram tabelando na área e confirmaram a libertação do Milton Lyra, aquele lobista do PMDB e grande parceiro do Renan Calheiros. Aquele que o Gilmar, com toda sua costumeira habilidade verborrágica, já tinha mandado mais cedo pro chuveiro quentinho de casa. Logo na sequência, já na saída de bola, eles emendaram de sem-pulo a anulação de todas as provas contra Gleisi Hoffmann e seu marido obtidas pela Polícia Federal. E ainda falaram que a ação da PF tinha sido um ultrage, um absurdo. Eles não são moleza não, amigo!

No segundo tempo vocês acham que eles diminuíram o ritmo? Ao contrário, foi aí que partiram para a goleada. Em apenas quarenta e cinco minutos de partida, os três libertaram João Cláudio Genu, ex-tesoureiro do PP, condenado a mais de oito anos de prisão e fecharam a partida antológica com um golaço, daqueles que merecem ser eternizados em uma placa, ou pelo menos em uma gravação não autorizada: soltaram José Dirceu, o mentor do mensalão, o gurú do PT, o guerreiro do povo brasileiro, o cara condenado a mais de 30 anos de prisão. Que gol foi esse, amigo? Fachin até tentou impedir a goleada mas os três pareciam um rolo compressor, um ataque imparável, e passaram por cima dele como Romário costumava passar pelos zagueiros adversários. Por falar em Romário, o trio infernal já se prepara para, em breve, poder jogar também ao lado do baixinho.

E você, amigo, acredita que eles ainda saíram cabisbaixos depois de uma atuação dessas? É que eles tinham planejado marcar mais um grande gol ainda hoje. Um gol que iria levar à loucura toda a barulhenta torcida rubro-rubra espalhada pelo país. Mas Fachin conseguiu, pelo menos, postergar essa nova partida para agosto, quando o trio infernal promete fazer o possível e o impossível pra marcar o grande gol do ano, desde já forte candidato ao Prêmio Puskas ou, pelo menos, ao Prêmio CUT. Quem viu a atuação deles hoje, amigo, sabe bem do que eles são capazes.

Por hoje é só, amigos da Rede Globo. E, não se esqueçam, amanhã tem Brasil em campo. Bem, na verdade, amanhã tem seleção brasileira em campo, afinal, o Brasil foi o adversário do trio infernal hoje. E, amigo, vai levar muito tempo pra esse povinho se recuperar da surra que levou!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>