Histórias…

Há muitos anos, um menino nasceu no pobre sertão nordestino. Viveu uma infância longe de qualquer recurso, não teve oportunidade de estudar mas, mesmo assim, sempre soube que havia nascido com a missão de mudar seu país. Deus já havia concedido a ele o senso de justiça, a sensibilidade para perceber as desigualdades, a inteligência para identificar a raiz dos problemas e, consequentemente, solucioná-los. Mudou-se para São Paulo e lá encontrou trabalho como torneiro mecânico em uma das fábricas de um país dividido. Líder nato, passou a exigir dos opressores patrões, o respeito que os metalúrgicos jamais haviam conhecido. Em virtude do seu protagonismo e de sua capacidade de liderança, chegou a ser preso na ditadura militar. Mas nunca deixou de lutar. Trabalhava de sol a sol, com afinco, interesse e competência, mesmo tendo sofrido um grave acidente de trabalho que limitava fortemente seus movimentos. Àquela altura da vida, já era um dos líderes sindicais mais importantes do país. Sua honestidade e sua constante preocupação com as pessoas chamavam a atenção de todos que o conheciam.

Encorajado pelo povo, entrou para a política e acabou no congresso federal, onde contribuiu enormemente para o fim da ditadura. Com a liberdade do país encaminhada, fundou seu próprio partido político. A princípio, ele mesmo se encarregou de fazer a triagem dos muitos interessados em fazer parte do novo grupo. Exigia de cada um deles apenas três características: honestidade, vontade de trabalhar e amor ao Brasil! Na primeira eleição direta para presidente, lá estava ele. Em um disputa acirrada perdeu para o candidato das elites. Um candidato que, assim que tomou posse, confiscou o dinheiro de todos, mergulhou o país em uma recessão absurda e acabou renunciando ao mandato após um rápido processo de impeachment. Prova de que, naturalmente, não fora eleito o homem certo para o Brasil. Vieram a segunda e a terceira eleições, e ele sempre em segundo lugar, atrás dos candidatos financiados pelas grandes corporações. O povo brasileiro continuava esquecido…

Finalmente, na quarta eleição consecutiva que disputou, e para delírio do povo, ele conseguiu se eleger presidente do país. E foi então que tudo mudou. A classe trabalhadora passou a ser ouvida, milhões de pessoas foram retiradas da pobreza, milhões de empregos foram criados, o país crescia e prosperava como nunca, à despeito dos interesses internacionais! Com um trabalho tão importante, foi reeleito facilmente e deixou o governo com o maior índice de aprovação da história. Ninguém fez tanto pelo país em tão pouco tempo. Também com facilidade, elegeu sua sucessora, que continuou seu legado com brilho, mantendo as conquistas sociais obtidas. Com a sua imensa capacidade de dizer as verdades, foi o grande responsável também pela reeleição dela, garantindo que o país se mantivesse no rumo certo do progresso, do pleno emprego, da soberania e da igualdade social.

Quando deixou o governo, ele voltou a morar no mesmo apartamento simples que já adquirira antes. E hoje, mesmo sendo um dos palestrantes mais requisitados do país, ainda reside no mesmo endereço. Prova inconteste de que nunca pensou em dinheiro. Sua recompensa sempre foi testemunhar as pessoas simples podendo ter acesso a bens que, até muito pouco tempo, apenas as elites desfrutavam. Foi o melhor presidente que o mundo já teve. É hoje, reconhecidamente, a alma mais honesta do Brasil. Seu nome já está gravado para sempre na história da humanidade!

Alguém mais distraído poderá achar que sabe o nome desse grande herói nacional. Enquanto outros podem estar se perguntando agora qual é o nome dele. Se for este o seu caso, fique à vontade pra escolher o nome que quiser. Afinal, não é possível que você não tenha percebido, desde o primeiro parágrafo, que o protagonista dessa história não passa de um personagem fictício!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>