Agora é assim…

- Pai, tô saindo.
– Aonde você vai?
– Vou comprar a carne pro churrasco que vou fazer com os meus amigos hoje.
– Você comprando carne? Quem diria. Sempre foi vegetariana.
– As pessoas mudam.
– Quer ajuda?
– Só pra descarregar as bebidas.
– Que bebidas?
– Ué, cerveja, vodka, rum.
– Minha filha, você nunca bebeu nada disso. No máximo um espumante de vez em quando.
– Pois é. Agora detesto espumante e adoro uma cachaça.
– Você está passando bem?
– Tô ótima. Por quê?
– Tô te achando muito estranha.
– Tá tudo certo. Dá uma força pra mamãe. Ela tá cuidando da salada de repolho com jiló.
– Ah, agora chega! O que que tá acontecendo? Você sempre odiou repolho e jiló.
– Pois é, né pai? Olha o tempo que eu perdi na vida.
– Não estou te reconhecendo.
– Sou assim agora.
– Mas…
– Ah, e antes que você se assuste, a playlist do churrasco só vai ter funk, sertanejo e pagode.
– Minha filha, você é pianista clássica. Acho que vou te levar no médico.
– Exagero seu. O Adalberto sempre me disse que você era exagerado mesmo.
– Que Adalberto? Seu ex-namorado?
– Sim. Nós voltamos. O churrasco é com a turma dele.
– Filha, o cara é um cafajeste, marginal, traficante e ainda vivia te colocando chifres. Você enlouqueceu?
– Pai, ele mudou. Merece uma segunda chance.
– Filhinha, ninguém muda assim de uma hora pra outra.
– Será, pai? Você há pouco tempo vivia xingando o Gilmar, o Toffoli, o Centrão, as pedaladas da Dilma, o assistencialismo do PT e todo mundo que criticava a Lava Jato.
– Bem, as circunstâncias mud…
– Que circunstâncias, pai? Você dizia que o tal do mito iria acabar com a corrupção e colocar essa turma toda na cadeia.
– Filha, olha só…
– Você me chamava de comunista quando eu gritava “ele não”, lembra?
– Mas, querida, eu n…
– Agora até o Renan virou aliado dele. Renan Calheiros, pai!! E você continua apoiando o sujeito.
– Querida, acho que…
– Então não venha me dizer o que eu posso ou não posso fazer, fui clara?
– …
– Vai, fala alguma coisa.
– Quando você for comprar cerveja, traz Kaiser ou Schin, tá bom?

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>