A liberdade da ignorância…

FB_IMG_1599062771145

Muitos líderes proferiram frases famosas sobre a liberdade. Churchill, Lincoln, Kennedy, Tancredo, Gandhi e diversos outros, enalteceram a importância da liberdade para o ser humano e para as sociedades. Nenhum deles, entretanto, deixou de reconhecer que os conceitos de liberdade e de responsabilidade sempre estiveram intrinsecamente ligados. Nenhum deles afirmou que toda pessoa é livre para fazer o que lhe der na telha, doa a quem doer.

Afinal, existem leis, regras, normas e códigos de conduta que regem toda e qualquer coletividade. Existe o outro, e os desejos individuais estão sempre subordinados aos limites coletivos. Existem, acima de tudo, as consequências.

Hoje, no Brasil, temos um líder (?!) que acredita que ser livre é se achar no direito de não usar máscaras em ambientes fechados, de não respeitar distanciamentos, de não se vacinar. Temos um líder (??!!) que não se preocupa com as incontáveis vítimas decorrentes da tal “liberdade” por ele defendida. Temos um líder (???!!!) que, não satisfeito em propagar absurdos, faz questão de destacá-los em propagandas oficiais, como se tais absurdos representassem algo digno ou memorável. Temos um líder (????!!!!) que não tem a mínima noção dos conceitos de liberdade, de sociedade, de bem comum, de liderança.

O mundo inteiro conta os dias para a chegada de uma vacina que possa nos trazer de volta a liberdade plena. Enquanto isso, o nosso líder (?????!!!!!) usa toda a sua liberdade de ser imbecil para insuflar outra turma ainda mais imbecil a não se proteger e, principalmente, a não proteger seus semelhantes.

Pelo menos tenho (ainda) a liberdade de poder chamar o nosso líder (??????!!!!!!) de verme, criminoso e filho da puta!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>