Dois patinhos na lagoa…

20191010_135944

Já gostei de jogar bingo. Não me refiro aos bingos eletrônicos que, por um breve período, emergiram da clandestinidade. Legais ou ilegais, esses nunca me atraíram. O bingo do qual sinto saudades era o que jogávamos em casa, eu, meus pais e meus irmãos. Não valia nada, a não ser um tempo juntos recheado de sorrisos e gargalhadas. Por isso mesmo sempre valeu tudo. Tenho saudades das narrações feitas a cada número sorteado: o 33 era a idade de Cristo, o 11 era o um atrás do outro, o 10 era a nota máxima e o 69 e o 24 eram discretamente destacados em virtude da presença de crianças e da ausência do politicamente correto. Bons tempos! É incrível como a vida sempre deixa marcas profundas prestes a serem despertadas por detalhes que, muitas vezes, nos passam despercebidos. Essas lembranças tão gostosas, por exemplo, me vieram à mente devido aos dois patinhos na lagoa. Hoje é o dia deles.

Há 22 anos, minha vida mudou pra melhor. Há 22 anos, todos os meus sonhos passaram a ser diariamente compartilhados e multiplicados. Há 22 anos, começamos a construir juntos uma vida repleta de expectativas, de metas e de objetivos que, por mais individuais que fossem, passaram a se reconhecer comuns. Talvez não seja mero acaso que o número 22 tenha o significado de trabalho, de construção e de otimismo para a numerologia. Mas assim não foram todos os demais até aqui?

Hoje, 22 anos depois, não consigo imaginar meus caminhos percorridos sem a companhia dela. Não consigo reconhecer um só sorriso meu que o dela não tivesse provocado. Foi através da doçura dela que conheci o amor mais pleno que pode existir entre seres humanos: o amor de alma. Foi ela quem transformou meus dias em oportunidades, motivações e objetivos. Foi ela quem me fez mais inteiro, mais maduro e muito mais feliz.

Há 22 anos, somos dois patinhos que nadam felizes em uma lagoa cristalina. Claro, de vez em quando surgem ventos fortes e ondas que deixam turbulentas as nossas plácidas águas. Quando isso acontece, um segura na mão do outro até que o sol volte a brilhar. E assim, até a nossa lagoa se expande. Ao longo desses 22 anos suas margens foram se distanciando. E quanto mais ela cresce, maior é a nossa capacidade de receber e de aumentar nosso bando de amigos. Amigos que também nos ajudam e nos ensinam a nadar felizes e em paz.

Que venham os nossos próximos 22 anos de trabalho, de construção, de otimismo, de conquistas, de felicidade e de muito amor. E que a nossa lagoa continue não conhecendo limites. Sei que a gente ainda tem muito a nadar…

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>