Clientes difíceis…

- Netflix, bom dia.
– Bom dia. Eu gostaria de reativar a minha conta.
– Pois não. O senhor se lembra do seu código do usuário?
– Sim… é 1350.
– Ah, já localizei a sua conta aqui. Vou providenciar sua reativação em poucos minutos.
– Ótimo, mas eu tenho um pedido a fazer antes.
– Perfeitamente, sou toda ouvidos.
– Eu quero reativar só a parte boa.
– Acho que não entendi, senhor.
– Só a parte boa da Netflix, aquela engajada, empoderada, guerreira e que só divulga a verdade.
– Senhor, somos uma empresa de streaming de filmes e séries, não um órgão de imprensa.
– Se a Netflix fosse um órgão de imprensa não teria nenhuma parte boa… a não ser que o Glenn fosse o editor, claro.
– O que eu quero dizer é que nosso compromisso é com o entretenimento de qualidade, não com a “divulgação da verdade”.
– Por isso é que eu quero de volta só a parte do entretenimento de qualidade que retrata a realidade do Brasil e do mundo.
– Senhor, não temos como separar conteúdos. São milhares de filmes, séries, shows e documentários à sua disposição. O senhor só assiste ao que quiser.
– Minha filha, eu não quero abrir a tela inicial e correr o risco de dar de cara com uma chamada de “O Jardim das Aflições”, “O Mecanismo” ou outro arsenal de mentiras patrocinado pela elite cis-branca-golpista-patriarcal deste país.
– Todos os filmes são ficcionais, senhor. Mesmo os documentários são produzidos segundo a perspectiva do diretor. O que é verdade para um pode não ser para o outro.
– Com essa conversinha já senti que você é simpatizante dos golpistas. Aposto que não gostou da aula de história que a Petra Costa deu em “Democracia em Vertigem”.
– Ainda não assisti a nenhum desses que o senhor mencionou. Além do mais não sou crítica de cinema. Minha função aqui é ouvi-lo e saber se o senhor irá ou não reativar a sua assinatura.
– Não vou reativar de jeito nenhum. Fiz bem demais em ter cancelado. Assisto quando o documentário chegar no Mídia Ninja ou no Catraca Livre. Passar bem!

- Netflix, bom dia.
– Bom dia o cacete. Eu quero cancelar minha assinatura agora mesmo. Que merda de empresa é esta?
– Qual é o problema, senhor?
– Este monte de mentiras sobre o impeachment da Dilma travestido de documentário. Como é que vocês têm coragem de disponibilizar um absurdo desses pros seus assinantes? Que vergonha. Vocês são um bando de esquerdopatas, petistas enrustidos, comunistas-caviar. Eu quero que vocês morram.
– Estou quase a ponto de atender ao seu pedido, senhor.
– Ainda por cima é engraçadinha. Quero cancelar minha assinatura agora!
– Em situações normais eu seguiria o protocolo e insistiria para que o senhor não o fizesse. Mas hoje meu dia não está permitindo estripulias. Por favor, qual é o seu código do usuário?
– 1717…

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>