Roda de imbecis…

Duas coisas me assombraram na entrevista de Bolsonaro no Roda Viva: a primeira é o completo despreparo do candidato, incapaz de apontar um único caminho, uma única proposta, uma única solução, um único momento de lucidez nas pouquíssimas vezes em que foi questionado sobre algum projeto ou ação de governo, ou seja, sobre algum ponto realmente relevante para um postulante ao cargo mais importante do Brasil. Mas o que mais me impressionou foi a completa incompetência de todos os “jornalistas” convidados, que passaram noventa por cento do tempo da entrevista tentando revelar o caráter fascista, homofóbico e racista que atribuem ao entrevistado. Assim, só conseguiram fazer com que ele se sentisse à vontade e pudesse se comportar da forma como mais gosta, repetindo suas frases de efeito e conquistando ainda mais seguidores. Se a imprensa brasileira continuar lhe fazendo perguntas imbecis como as feitas no programa de ontem, escancarando um viés ideológico que a maioria da população não suporta mais, essa mesma imprensa só estará ajudando a elegê-lo. O calcanhar de Aquiles de Bolsonaro não é o fascismo que lhe atribuem. Este, ao contrário, é o seu único ponto forte. A verdadeira fraqueza de Jair Bolsonaro está na sua própria indisfarçável mediocridade. Quem não perceber isso estará apenas contribuindo para conduzi-lo ao Planalto!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>