De palhaço pra palhaço…

Oi palhaço. É, você mesmo que está lendo este texto. Independente de quem seja, saiba que você é um palhaço. Se você é homem ou mulher, se você é culto ou analfabeto, se você é de direita ou de esquerda, se você gosta ou não de política, se você é ateu ou cristão, pobre ou rico, branco ou negro, gay ou hétero, nada disso importa. Você é um verdadeiro palhaço! Mas não se ofenda, eu também sou. Aliás, todos nós, brasileiros, somos grandes palhaços. Não palhaços por vocação, aqueles que vivem para levar alegria e sorrisos a cada criança. Nós somos palhaços no sentido pejorativo mesmo. Aquele que indica uma pessoa passiva, alheia às decisões que afetam o seu próprio destino, e que é feito de bobo com extrema facilidade. Você pode até pensar o contrário, que luta pelos seus direitos, que não permite que outros tomem decisões por você, que cobra dos seus representantes. Sem querer te desanimar, mas isso só faz de você um palhaço iludido. Existem também os palhaços ingênuos, que acham que existem partidos que querem mesmo o bem da população. Os palhaços utópicos, que acham que existem órgãos, sindicatos e movimentos sociais realmente apartidários e altruístas. Os palhaços imbecis, que insistem em defender políticos. E existem os palhaços conscientes, que sabem que são palhaços e que continuarão sendo por muitos anos, pelo menos enquanto existirem políticos eleitos no sistema viciado, podre e asqueroso vigente hoje no Brasil. Sim, porque a única possibilidade de você, caro leitor, deixar de ser palhaço, é se tornando um político brasileiro!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>