Uma mulher de coragem…

Dilma, coração valente, é uma mulher de coragem! Os partidários da esquerda e os admiradores da nossa – ainda – presidente, se derreteram em elogios pela sua atuação ontem no senado. Disseram que ela fez um discurso histórico, que enfrentou os questionamentos dos senadores com segurança e altivez, e que, em momento algum, se escondeu ou fugiu da raia. Devo admitir que ela foi realmente corajosa ao responder (ou, pelo menos, ao fingir tentar responder) a todos os questionamentos feitos por um plenário composto, em sua imensa maioria, de pessoas altamente limitadas, despreparadas e corruptas. Reconheço que é preciso coragem para se dispor a isso, mesmo sendo ela própria um ícone do despreparo, da limitação e da incapacidade. Claro que, sem a possibilidade de réplica, inúmeras questões ficaram sem respostas e outras tantas foram respondidas incorretamente. Mais um sinal de coragem pois é preciso muita cara de pau para repetir tantas inverdades e asneiras em rede nacional. Nada muito diferente do que ela e, de resto, toda a classe política brasileira, já se acostumou a fazer diariamente.

Mas, mesmo com toda essa coragem sobrando, lamento que tenha faltado a ela a coragem necessária para admitir que errou na condução da economia, nos gastos públicos, na política de subsídios, no intervencionismo do estado, na interferência sobre as autarquias e estatais. Que tenha faltado coragem para admitir que foi essa nova política econômica a maior responsável por ter jogado o país na pior recessão da história. Que tenha faltado coragem para dizer que ela não tinha outra opção a não ser mentir na campanha eleitoral e esconder dados, lançar mão de propagandas fantasiosas, aumentar gastos indiscriminadamente, enfim, aniquilar a saúde fiscal do país para poder se reeleger (mesmo assim, a duríssimas penas). Para os fãs da nossa presidenta, nada disso é realmente importante. O que importa é ter coragem para encarar de frente todos os golpistas. Eu, particularmente, não vejo tanta vantagem nisso. Tanto ela quanto os nossos ilustres senadores pertencem à mesma laia de pessoas incompetentes que se julgam acima da lei.

Amanhã, será a vez deles mandarem de volta pra casa o maior engodo jamais imposto à população brasileira. A presidente mais incompetente, mais despreparada, mais limitada e mais desastrosa da história do país. Espero que, em breve, o povo brasileiro possa ter consciência e discernimento suficientes para mandar também pra casa a grande maioria dos imbecis que ocupam os cargos na câmara e no senado e que, infelizmente, hoje cumprem seus papéis constitucionais de juizes. Espero também que o nosso próximo presidente (presidente mesmo, não o interino oportunista que vai ocupar o cargo até 2018) possa vir a ter outras inúmeras qualidades além da coragem. A gente precisa e merece muito mais do que apenas outro coração valente!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>