As jabuticabeiras da mamãe…

Hoje tem jabuticaba no pé, mãe! Todas as jabuticabeiras do Canto estão carregadas de frutos. Chupei muitos deles no fim de semana e levei outros tantos pra casa. Diferentemente do que costumava fazer, nem as primeiras jabuticabas foram engolidas de forma displicente. Saboreei cada uma delas como se fosse a última. E cada uma delas tinha um pouquinho da sua energia, da sua história, do seu amor. Cada uma delas nasceu de uma árvore que você plantou, adubou e regou com imenso carinho. Quando você plantou as mudas, tão pequenas e com longos anos de espera até que começassem a frutificar, lembro-me que chegou a duvidar que estaria aqui para provar seus frutos. Pois, não apenas você os degustou, como os repartiu com todos durante muitos anos. Também plantou outras inúmeras árvores que também floriram e frutificaram. Tomando a jabuticabeira como referência, pode ter lhe parecido que a sua vida foi até mais longa do que você mesma esperava viver. Entretanto, tomando a sua vida como referência, parece-me hoje que as jabuticabeiras são as árvores que mais rapidamente se desenvolvem, que mais rapidamente dão frutos.

Você se foi mas as jabuticabeiras estão aqui. Elas sentem demais a sua falta, mas não se esquecem que foram plantadas, regadas e amadas por você. Estão enfrentando tempos difíceis, com escassez de água e ventos fortes que as fazem vergar. Mas, mesmo assim, não tombam facilmente. Estão dando frutos, estão seguindo a sua vida, superando as dificuldades e torcendo para que muitas outras árvores sejam plantadas ao longo do caminho de cada um. Que o longo tempo até a colheita, não seja empecilho para que alguém deixe de plantar. Mesmo que não venhamos a provar os frutos das árvores que plantamos, sempre haverá alguém para saboreá-los por nós e, nesse momento, olhar para o céu e nos agradecer por termos feito a nossa parte do combinado. Assim, vida, energia e amor se perpetuam. Por isso, obrigado, mãe! Jamais provei jabuticabas tão doces em toda a minha vida!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a As jabuticabeiras da mamãe…

  1. Estavam doces, quase mel, como todo o cuidado que sua mãe teve ao plantá-las e compartilhá-las com amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>