Diferenças muito parecidas…

Eu não tenho dúvidas de que existam petistas altruístas, petistas bem intencionados, petistas que acreditam apoiar o que há de melhor para o Brasil. Mesmo cientes dos erros e defeitos de Lula, eles ainda o vêem como uma saída para um país imerso no marasmo em que se encontra, para que o Brasil volte a crescer e a prosperar, e para que o brasileiro volte a ter orgulho de ter nascido por aqui. Mesmo divergindo inteiramente de suas opiniões, não contesto a motivação de seus princípios, e tampouco a sinceridade de seus anseios.

Mas existe uma grande parte de petistas que se comporta como se pertencessem a uma seita. Para eles, Lula nunca fez nada de errado, simplesmente porque Lula nunca erra. Lula é o iluminado, é o homem que veio resgatar o Brasil das trevas, é a única esperança para um povo carente de um grande líder. Para eles, qualquer crítica feita a Lula é infundada, qualquer indício contra ele é obra de uma imprensa ideológica e partidária. Para seus seguidores mais radicais, Lula representa a única expressão da esquerda e, consequentemente, de todas as virtudes humanas. Quem não está com Lula não pode ser identificado como alguém que abomina as atrocidades e o fascismo da direita. Quem não está com Lula, não passa de um traidor do Brasil e é, portanto, tão inimigo quanto os mais ferrenhos defensores da ideologia oposta. Quem não está com Lula, da mesma forma, não merece qualquer consideração por parte daqueles que se julgam os donos da esquerda, que se julgam os únicos e verdadeiros defensores do Brasil. Infelizmente, com essa grande turma de petistas, não há a menor possibilidade de diálogo.

Bem, essa é a minha opinião. Minha opinião também permanecerá a mesma quando o texto acima for relido trocando-se Lula por Bolsonaro, petistas por bolsonaristas e esquerda por direita. Sei que a maioria dos meus amigos simpatizantes do “mito” se encaixa no primeiro grupo. Peço, entretanto, aos demais eleitores de Jair Bolsonaro que verifiquem se não estão se aproximando perigosamente do segundo. Talvez esse exercício lhes sirva de alerta para que não se tornem um exemplo daquilo que mais abominam!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>