Meu presente de aniversário…

Coloco meu filho de seis anos na cama e lhe dou um beijo de boa noite.
– “Pai”, ele me chama. “Constrói um robô igual a você pra mim?”
Ele acha que sou capaz de construir qualquer coisa, desde uma casa ou um prédio até uma nave espacial.
– “Por que, meu querido?”, pergunto eu.
– “Porque eu vou ficar com muita saudade depois que você morrer. Mas, com o robô, eu vou ter sempre você perto de mim!”
Tentando conter a emoção e parecer o mais natural possível, respondo:
– “Meu amor! Não se preocupe com isso agora. O papai pretende ficar muitos e muitos anos aqui com você. Mas, mesmo que eu pudesse construir um robô igualzinho a mim, com a voz igual à minha, com os olhos iguais aos meus, esse robô jamais seria o papai de verdade.”
– “Sério, papai?”
– “Sério, meu amor. Mas eu lhe prometo uma coisa. Depois que eu morrer, você não vai precisar ter nenhum robô igual a mim, sabe porque?”
– “Não.”
– “Porque eu mesmo estarei com você sempre, ao seu lado, a todo instante!”
Então seus olhos se enchem de lágrimas e ele me dá o abraço mais doce e apertado que um pai poderia receber! A minha emoção não pode mais ser contida. E eu agradeço a ele. E eu agradeço a Deus. E eu agradeço aos meus pais, também ao meu lado. E assim começa o meu quinquagésimo ano de vida…
Feliz aniversário, Fernando!

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>